11 de jun de 2012

Arrependimento



Ola, vim saber como esta
É por ti meu respirar
Não posso fugir, indiscutível

Mas ti digo, vem amar
Te juro que vamos dançar
Ainda não é tarde, indiscutível

Eu cobrei de ti
O teu divino amor
Sem dar nada de mim
Vamos fugir pro sul
Sei que magoei
Sei que magoei

Não a progresso com soberba
Isso tocou minha consciência
Peço a Deus que toque minha inteligência

Você tem tantas qualidades
Mas o coração que é o importante
Vou agir agora com coerência

Eu cobrei de ti
O teu divino amor
Sem dar nada de mim
Vamos fugir pro sul
Sei que magoei
Sei que magoei

Não, me abandone
Por favor, de força
Quero viver, e não morrer

Eu cobrei de ti
O teu divino amor
Sem dar nada de mim
Vamos fugir pro sul
Sei que magoei
Sei que magoei

Nenhum comentário: