2 de fev de 2012

Alguém como você, capitulo IV Um Pedido Special!


Só acabou quando a musica terminou, quando seus lábios se afastaram dos meus foi como se tirassem um pedaço de mim.
    Foi como se nós nos conhecêssemos há anos, como se fosse um beijo de reencontro e ao mesmo tempo o começo de uma despedia.
    Ficamos parados ali, enquanto todos se moviam, parecíamos duas estatuas de cera, a retratação do amor. Escutei que o mestre de cerimônias agradecer a presença de todos, e dizer, que era o final da festa.
    Então saímos e fomos para o carro, ele abriu a porta para mim e entrou.
    Durante todo o caminho ninguém disse nenhuma palavra. Ao parar em frente minha casa nós nos olhamos.
    - Desculpa – ele disse.
    - Porque? – Não fazia sentido esse pedido de desculpas.
    - Eu não sabia se você também queria – O rosto dele passava a impressão de arrependimento e medo.
    - Pode ter certeza, eu queria mais que tudo.
    Então outro beijo aconteceu.
    - Amanhã vou para fazenda, você poderia ir comigo – ele pediu com tanto carinho, que era difícil recusar.
    - Posso sim, mas quem vai?
    - Eu, minha irmã Sophie, meu Irmão Joseph, e agora você
    - Tudo bem, mas e seus pais? – Eu não estava preparada para conhecê-los, nem se quer estávamos namorando oficialmente
    - Eles estão viajando, raramente estão na cidade, agora mesmo estão na Itália.
    - Que legal, então que hora vamos amanhã?
    - Tem que ser bem cedo, por que não é muito perto.
    - Tudo bem – Eu estava muito alegre com o convite.
    - Mas você nem vai falar com seu pais? – Ele estava um pouco apreensivo.
    - Mesmo minha mãe morando aqui na cidade, eu quase nunca a vejo. Meu pai eu nunca vi.
    - Tudo bem então, ate amanhã, seis horas.
    - Tudo bem.
    Nem podia esperar por um dia inteiro com aquele garoto lindo, e alem disso já estávamos quase namorando. Acho que aquele foi o dia mais feliz de toda a minha vida.
    No outro dia lá estava eu, as cinco para as seis, esperando na porta da minha casa, parecia uma eternidade esse cinco minutos. Logo ele apareceu, ele estava no volante, Joseph no banco do carona e Sophie atrás. Mike desceu pegou minha mochila e colocou no bagageiro, ele pediu que me sentasse atrás.
     Logo que entrei Sophie foi muito simpática. Nos conversamos durante todo o caminho.
    Quando chegamos à fazenda todos descemos, alguns empregados se encarregaram de descer nossas coisas e levar para dentro da casa. Os irmãos de Mike também se dirigiram para a casa.
    Mike me levou para um local mais afastado, então chegamos ate o pé de uma arvore
    - Pronto – A arvore tinha uma escadinha que dava ate uma casinha, lá em cima – pode subir?
    - Claro
La em cima era muito lindo, uma cama com almofadas coloridas, uma TV, um frigobar, tudo que alguém precisa para viver confortavelmente.
    Lá em cima nos conversamos muito ate que a conversa chegou ao clímax.
    - Sarah eu sei que a gente se conhece a muito pouco tempo mas eu gostaria de saber... – ele deu uma pausa como se fosse difícil falar – se você quer... namorar comigo?
    - É lógico que eu quero, sabe de uma coisa, estou te amando incondicionalmente

 Trilha sonora do capitolo:



Nenhum comentário: