6 de jan de 2012

Alguém como você, capitulo II Aproximação









Apôs as aulas, lá estava eu em casa deitada na minha cama, pensando, já que a namora do Mike só volta na próxima semana tenho tempo o suficiente para conquistá-lo.
Fui me arrumar para ir ao cinema com as meninas, fiquei linda; Pensei em deixar um bilhete para minha mãe, mas do que adiantaria se eu chegaria primeiro que ela.
Ao chegar lá escolhemos um filme de comedia romântica, como qualquer garota faria. Não prestamos muita atenção ao filme, tagarelamos o tempo todo. Logo chegou ao fim e fomos para casa.
Quase não dormi pensando em como me aproximaria de Mike, estava decidida que ele seria meu.
No inicio da aula tive uma surpresa. A diretora entra com Mike na sala e diz que ele foi removido para nossa sala por que a outra estava muito cheia – Não seria tão difícil cumprir meu propósito assim.
As carteiras eram de duplas, e por coincidência eu era a única a estar só, que sorte aminha. O mundo conspirava a meu favor.
Logo puxei conversa:
- Ola, meu nome é Sarah, e o seu é?
- Mike, Mike é meu nome. Você não da cidade é?
- Não eu não sou, na verdade eu sou Paulista, mas morei os últimos cinco anos na frança.
- Que legal Sarah. Com certeza muitas garotas gostariam de estar no seu lugar.
- É. Fiquei sabendo que haverá uma festa neste sábado, você vai?
- Sim eu vou.
- Não conheço muita gente por aqui, será que você não poderia me acompanhar?
- Claro que sim. Mas acho melhor prestarmos atenção agora, esse professor tem fama de carrasco.
Quase morri de alegria quando ele disse que sim.
Na hora do intervalo contei às meninas o que eu e Mike havíamos conversado e que iríamos juntos a festa, elas acharam super legal. Eu pedia a elas que fossem comigo ate o shopping durante a tarde para comprar o vestido perfeito para aquele dia.
Como naquele dia estávamos com fome resolvemos comprar comida na escola. Eram coxinhas super gordurosas, não era a comida mais saudável, mas era o que havia no dia. Comemos e fomos para a nossa sala.
Em questão de minutos senti que meu estomago estava mal. Logo tudo a minha volta esta rodando. Mike logo reparo que eu esta passando mal, eu estava muito pálida. Ele pediu ao professor que me deixasse sair, ele autorizou, mas eu mal conseguia ficar em pé.
Mike me tirou de lá, e eu pedi que me levasse para o banheiro. Ao chegar eu me ajuelhei em frente a um vaso santitario, sabia que tudo que estava causando aquilo logo sairia.
- você está bem? – Perguntou Mike um pouco preucupado
Com muita força e muito esforço a única coisa que conseguir dizer foi:
- Chame Carla – Eu não queria que ele me visse naquela situação.
Logo Carla estava ali, e me ajudou. Logo eu estava bem. O diretor me mandou para casa.
Assim que chegou o horário de saída Carla me ligou e disse que Mike havia perguntado diversas vezes sobre mim. Eu fiquei eufórica.

 Trilha sonora do capitolo:

Um comentário:

  1. Já estou seguindo também!
    Que legal a história! Vc escreve muito bem!!
    Beijos!

    ResponderExcluir