17 de jun de 2011

Só por uma vez


Peço me deixe em silencio, peço que me deixe viver que me deixe morrer.
Sei que pensam que não sei os bons caminhos para mim, mas eu sei, infelizmente sei, e o pior de tudo? Esses caminhos não são bons, porque são cheios de espinhos e pedras, águas violentas e chamas ardentes.
Preço que só por uma vez confiem meu corpo a mim, pois já cresci e não devo segurar em tuas mãos. Peço desculpas  se errei se magoei se feri mas esse sou eu e é assim que sou!

Nenhum comentário: